13 HÁBITOS QUE PODEM ESTAR TE ATRAPALHANDO A ECONOMIZAR

Você gasta mais do que ganha?

Chega no final do mês com o saldo zerado?

Tem aquele sonho engavetado porque precisa de dinheiro e não sabe nem por onde começar?

Saiba que ao longo da vida vamos adquirindo vários hábitos em várias áreas de nossas vidas e infelizmente a maioria deles mais nos atrapalha do que nos ajuda.

Mas podemos mudar esse hábitos e o primeiro passo é saber quais são eles.

Continue lendo para saber os 13 principais hábitos financeiros que podem estar te atrapalhando a economizar dinheiro.

 

#1 NÃO TER UM CONTROLE FINANCEIRO

 

Sempre falo da necessidade de se ter um controle financeiro, principalmente se você está endividado, com o orçamento apertado ou se quer fazer um planejamento financeiro e não sabe por onde começar.

Um controle financeiro vai lhe ajudar a equilibrar as contas, saber onde há gastos supérfluos e auxiliar na tomada de decisão em cortar despesas.

Se você não sabe como criar um orçamento doméstico, veja esse post onde eu explico mais.

 

#2 NÃO SUBSTITUIR CONTAS CARAS POR CONTAS MAIS BARATAS

 

Um dos motivos que me fazem gostar tanto da tecnologia é a possibilidade de economia, não só de tempo, mas como a financeira em nossas vidas.

Hoje é possível, optarmos por serviços mais em conta para substituirmos o que temos em casa, entre eles:

  • TV à cabo por streaming;
  • Fechar pacotes mais em conta para academias:
  • Optar por um curso superior EAD (à distância);
  • Fazer exercícios em casa utilizando vídeos da internet;
  • Comprar ebooks ao invés de livros impressos;
  • Entre outros.

 

#3 NÃO PESQUISAR PREÇOS ANTES DE FAZER AS COMPRAS

 

Você acorda certo de que precise adquirir aquele bem, ou precisa urgente resolver um problema na sua casa.

Vê o primeiro anuncio e já adquiri o produto ou serviço.

Tempos depois ouve alguém comentar que fez a mesma coisa que você e pagou bem menos!

Você fica com raiva e com o sentimento de que foi lesado.

Eu já passei muito por isso no passado, até que aprendi que antes de fazer qualquer compra (até mesmo algumas emergenciais) é preciso pesquisar o preço antes.

E mais uma vez, conseguimos na maioria das vezes fazer isso na velocidade de um click.

Sempre que possível pesquise o que deseja/precisa adquirir com 3 a 5 locais diferentes antes de decidir gastar o seu dinheiro.

 

#4 USAR O CHEQUE ESPECIAL

 

O cheque especial é um dos maiores ladrões de dinheiro que com toda certeza vai sempre te impedir de economizar dinheiro.

Os juros cobrados em seu uso são altíssimos além de condicionar a você a depender de um dinheiro que não é seu.

E esse é um péssimo hábito e para acabar com ele aconselho que ligue agora mesmo no seu banco e solicite o cancelamento desse serviço.

 

#5 ACREDITAR EM “MILAGRES” FINANCEIROS

 

Se você pesquisar sobre dinheiro fácil na internet vai encontrar inúmeras promessas e ciladas de como ganhar dinheiro de forma rápida e fácil.

A menos que você tenha em mente fazer isso de forma ilícita, precisará abandonar essa ideia.

Então meu conselho é desconfie de convite e propagandas que prometem fazer dinheiro rápido e fácil enquanto dorme.

 

#6 PAGAR O MÍNIMO DO CARTÃO DE CRÉDITO

 

Sou a favor da utilização do cartão de crédito em raríssimas situações, optando assim em fazer compras somente à vista.

Mas se essa ideia lhe parece muito absurda, tenha cuidado com seu uso.

Falta de pagamento do cartão de crédito é uma das maiores causas de inadimplência no Brasil.

Mas para o seu bolso, pior do que não pagar sua fatura, é pagar o mínimo.

Explico: quando você paga o mínimo do seu cartão, esse valor funciona como uma “entrada” em um financiamento, e os juros incidentes no saldo restante dessa fatura, acaba sendo maior do que os juros cobrados se você, por exemplo, parcelasse a fatura.

 

#7 CONTRATAR SERVIÇOS DE GARANTIA ESTENDIDA E SEGUROS

 

Já te ofereceram seguro para para cartão de crédito?

Pois eu já recebi essa proposta e nunca consegui ver qual benefício real eu teria, já a operadora do cartão…

O mesmo se aplica à garantia estendida.

Produtos como eletrodomésticos e eletrônicos geralmente possuem uma garantia padrão, do fabricante de 6 meses a um ano.

Esse tempo pode ser o suficiente para você detectar qualquer problema de fabricação.

Nesse caso não vale a pena.

 

#8 PAGAR POR SERVIÇOS QUE NÃO TEM UTILIZADO

 

Quem nunca fechou um pacote de 6 meses de academia e frequentou só um dia?

E assinatura de revista que hoje em dia tem muito mais propaganda do que conteúdo?

É muito comum assinar esses serviços seja por impulso ou até mesmo porque no momento da decisão você estava animado em iniciar um novo projeto ou se dedicar mais aos estudos.

Quando você decide manter esse serviços, mesmo não utilizando está perdendo duas vezes! Por não utilizar o que foi pago e por não cancelar e evitar esse desperdício de dinheiro.

Se você se encontra nessa situação, cancele agora mesmo aquele serviço que não utiliza.

 

#9 IR AO SHOPPING SÓ POR IR

 

Muitas vezes ir ao shopping para passear acaba sendo uma das poucas opções para se divertir.

Se esse é o seu caso, sugiro que reveja seus conceitos sobre diversão.

O que pode parecer como um passeio inofensivo, pode se transformar em gastos desnecessários.

Shoppings são conhecidos por terem tudo em um só lugar, mas também podem ser uma verdadeira tentação para gastos não planejados.

Várias vitrines lindas e muito bem decoradas seguidas por um convite quase que irrecusável: 50% off.

Meu conselho é que se você tem dificuldades em controlar seus impulsos por compras, vá ao shopping somente se houver uma real necessidade.

 

#10 NÃO VIVER DE ACORDO COM SEU PADRÃO DE VIDA

 

De longe o pior hábito financeiro que podemos ter.

Porque você gasta mais do que ganha?

Será que todos seus gastos são realmente condizentes com sua situação financeira?

Vale a pena ter o celular da moda enquanto sua casa precisa de reparos?

São reflexões que devem ser feitas sempre. Principalmente antes de saciar aquela vontade de conhecer a nova coleção da grife que você admira (mas que não coloca comida na sua mesa).

 

#11 CONFIAR CEGAMENTE NO GERENTE DO BANCO

 

Essa é para você que acredita fielmente que o gerente do banco cuida do seu dinheiro.

Você é uma pessoa que possui uma vida financeira equilibrada, ou seja, gasta menos do que ganha e até poupa um pouco.

E esse dinheiro fica na poupança até o dia em que ao conversar com gerente do banco, resolve fazer uma excelente aplicação financeira para você.

Explica que terá uma boa rentabilidade e quando você cai na real, percebe que não fez um bom negócio em deixar o gerente da sua conta cuidar do seu dinheiro.

 

Entenda que o gerente da sua conta é um funcionário do banco, com metas – do banco – à cumprir e que visa em primeiro e único lugar os interesses – do banco.

A melhor pessoa para cuidar do seu dinheiro é você, acredite.

 

#12 VIVER DE PARCELAMENTOS

 

Você já reparou que em concessionárias de automóveis na maioria das vezes está escrito no para-brisa dos veículos o valor da parcela e não o valor total do automóvel?

Pois eu vou te contar um segredo que o pessoal do marketing não quer que você saiba!

Esse é um artifício que visa enganar seu cérebro.

Quando você enxerga o valor da parcela, você automaticamente vai comparar com quanto você ganhar e a tendência em fazer esse gasto é alta, uma vez que você vai acreditar que pode arcar com essa despesa, já que a parcela cabe no seu bolso.

O problema é que ao fazer isso sempre, acreditando que todas as compras que deseja efetuar caibam no seu bolso, você vai na verdade se endividar, pagar juros e perder muito dinheiro.

Fuja dos parcelamentos!

 

#13 ESPERAR SOBRAR PARA POUPAR

 

Escuto muito que eu não guardo dinheiro porque não sobra nada no final do mês.

Se você esperar o final do mês para guardar dinheiro, você nunca vai poupar nada!

A primeira coisa que as pessoas deveriam fazer ao receber seus rendimentos (variáveis ou não) é separar um valor fixo para sua poupança e/ou investimentos.

Se você tem dificuldade em fazer isso experimente fazer agendamentos automáticos na sua conta bancária, colocando datas fixas para transferência desse valor para uma outra conta.

 

CONCLUSÃO

 

Com certeza existem muito mais hábitos negativos que nos fazem deixar de economizar dinheiro.

Aqui listei os mais comuns, mas o ponto central é descobrir quais são nossos péssimos hábitos e substituí-los por bons hábitos!

No início pode não parecer fácil mas é uma questão de costume.

E seu bolso só vai agradecer.

Espero que tenha gostado desse post! Curta e compartilhe para que outras pessoas também abandonem os maus hábitos financeiros!