SÉRIE INVESTIMENTOS: TIPOS DE INVESTIMENTOS

A cada dia vemos mais e mais propagandas nos incentivando a investir o nosso dinheiro.

A maioria promovidos por bancos e corretoras, que são as empresas habilitadas para esse tipo de operação.

Porém vejo que é muito comum ficar a dúvida e desconfiança sobre onde investir e qual o melhor investimento.

Por esse motivo, antes de mais nada é preciso saber qual o seu perfil, quais as opções de investimentos disponíveis e suas características.

Afinal, cada tipo de investimento possui regras específicas, vantagens e desvantagens.

E pensando nisso trouxe esse post, que é um resumão básico sobre os tipos de investimentos.

Lembrando que esse é o terceiro post da Série Investimentos que aborda:

Continue lendo para saber mais sobre os tipos de investimentos que temos atualmente no Brasil.

 

TIPOS DE INVESTIMENTOS

 

Podemos classificar os investimentos, em um primeiro momento, como os que geram renda fixa e renda variável, sendo que dentro dessas classificações, temos diversas opções.

 

RENDA FIXA

 
Investimentos de renda fixa são aqueles que possuem regras de remuneração pré-definidas.

Funciona de forma similar a um empréstimo financeiro, onde você é o credor e recebe sua remuneração através de juros sobre o valor investido.

Os juros nessa remuneração podem ser:

Pré-fixadas: no momento da aplicação financeira, você já sabe qual a taxa da rentabilidade desse investimento, quando o mesmo vencer.

Pós-fixadas: você não sabe a taxa de rentabilidade, porém ela é atrelada a índices financeiros como: Selic, IPCA e IGP-M.

Além do investidor ganhar com esse tipo de aplicação, quem emite o título (bancos, empresas e governos) acaba tendo uma forma de captação de recursos para financiar projetos e negócios.

Os principais tipos de investimentos aqui são:

  • CDB
  • Debêntures
  • Títulos Públicos
  • LCI e LCA
  • Fundos DI
  • Fundos de Renda Fixa

Suas principais vantagens são o baixo risco, e altamente indicados para o perfil conservador e moderado e alguns investimentos como o LCI e LCA são ainda isentos de imposto de renda.

 

RENDA VARIÁVEL

 
São os investimentos cujo retorno financeiro não pode ser previsto no momento da aplicação, podendo ainda, lhe trazer lucro ou prejuízo.

O seu retorno está basicamente atrelado ao comportamento do mercado.

São investimentos de maior risco sendo mais recomendados para perfis moderados a arrojados/agressivos e que possuam um maior conhecimento e dedicação ao estudo do mercado financeiro.

Ainda que seus riscos sejam maiores, o seu retorno, quando positivo, acaba sendo muito superior ao retorno financeiro de investimentos de renda fixa.

Os principais tipos de investimentos aqui são:

  • Ações
  • Derivativos
  • Câmbio
  • Fundo de Ações

 

CONCLUSÃO

 
Vimos que existem muitos tipos de investimentos disponíveis no mercado financeiro.

Por ser um assunto mais complexo ao longo do tempo irei abordar de forma mais detalhada cada um dos investimentos aqui citados.

Mas o mais importante é desenvolver a mentalidade de um investidor e começar, ainda que pequeno e devagar.

O importante é adquirir meios para criarmos a nossa própria riqueza e podermos assim ir realizando os nossos sonhos.

Espero que tenha gostado desse post e caso tenha dúvidas e/ou sugestões deixe nos comentários!